Ouriço-Cacheiro (erinaceus europaeus)

Um ser pacato e engraçado!
Desde novo ouvi falar deste simpático animal, quer por parte dos meus avós, que me diziam que era um petisco…. ou de histórias que contavam que quando entravam nos pomares rebolavam sobre as maças caídas no chão e as levavam para o ninho nas costas presas nos espinhos… bom… histórias!
É sem dúvida o maior insectívoro da fauna portuguesa, podemos encontra-lo praticamente em todo o lado, muitas vezes não damos por ele, pois normalmente só entra em actividade no final do dia até ao amanhecer.
Cruzei com este simpático animal três vezes, a primeira na Quinta do Conde quando voltava para casa com a minha mãe, e vi um animal bem estranho a atravessar a estrada de terra batida…. Eu era bem novo, mas curioso corri logo para ele que se enrolou imediatamente. Lá convenci a minha mãe a ir buscar um balde e leva-lo para casa…. (risos), o meu pai bem mais sensato lá me confundiu e soltou o animal… fiquei dias a pensar para onde teria ido mas nunca mais o vi…
Na segunda vez ia de carro à noite e vi-o no meio da estrada, ali perto dos Vales no Concelho de Mação. Parei o carro, agarrei-o e entrei pelos pinheiros adentro e soltei-o um pouco longe da estrada… não fosse ser atropelado…
Já na terceira vez apanhei este pequeno que não resisti a leva-lo até casa e tirar-lhe umas fotos, mas logo o soltei, este apanhei-o dentro da Vila de Mação perto do Café Central, decerto andaria perdido….
Como podemos ver na foto, a par da sua couraça, repleta de espinhos na parte superior, apresenta na parte inferior o ventre bem peludo, patas curtas com 5 dedos e  unhas bem compridas.
Quando em perigo enrola-se sobre si mesmo, ficado protegido numa bola de espinhos. Apesar da sua belíssima proteção, muitas vezes acabam por servir de alimento a raposas, cães e algumas rapaces noturnas…
Alimenta-se essencialmente de insectos e vermes, embora também se possa alimentar de ovos, pequenos vertebrados, semente ou mesmo fruta. Nas zonas mais a norte do país e zonas montanhosas onde é difícil manter a sua temperatura corporal, o ouriço chega a hibernar no seu “ninho” (por vezes tocas abandonadas, debaixo de uma pilha de lenha, ou em fendas nas rochas, entre outros locais)
No final da história este bonito animal lá seguiu o seu caminho!
Gady

5 thoughts on “Ouriço-Cacheiro (erinaceus europaeus)

  1. Parabens pelo teu blog! O contacto com a natureza suscita o desejo de proteger a biodiversidade. Com tanta especie neste planeta ainda continuamos a mandar sondas espaciais á procura de vida "alien", estranho este animal chamado Homem. Por isso dá-lhe Gadyhasta LA

    Gostar

  2. Muito fofinho o ouriço.Os animais selvagens devem ser sempre devolvidos à liberdade. Fizeste bem… E os animais domésticos nunca deviam de ser vendidos. Acho horrivel um animal numa gaiola.Muito bom este blog. Continua ;)"Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante." Albert SchweitzerAna Santos

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.