Cobra-cega (blanus cinereus)

Ontem de manhã enquanto limpava um terreno ao virar uma pedra, encontrei uma cobra-cega, é a terceira vez que vejo este estranho animal que é endémico da Península Ibérica. A primeira vez que dei de caras com a cobra-cega foi na Queixoperra dessa vez lembro-me que eram duas… a segunda vez foi na Ortiga (também quando virei uma pedra) junto aos balneários romanos, e esta última vez em Mação.
 
 
São difíceis de detetar pois passam praticamente a vida no subsolo no meio do substrato vegetal, por baixo das pedras ou nos túneis que escava (preferem viver em solos pouco compactos que facilitam o seu deslocamento) … das três vezes que as observei a primeira sensação que tive foi a mesma “que grande minhoca !!!”  (pode atingir os 28cm) mas seguido um olhar mais atento, logo tiro as minhas duvidas… “é uma cobra cega”!!!
 
 
A blanus cinereus não possui veneno, pelo que é completamente inofensiva para o homem, sempre pode morder mas nada de mais. Alimenta-se de pequenas larvas e insetos que localiza através da audição, já que estas são completamente cegas, apesar de terem olhos estes estão atrofiados (encontramos o seu vestígio por baixo da pele dois pontos negros).
 
Reproduz-se por ovos (dois a três) … é predada por aves, anfíbios e outros répteis.
 
 
Bom escusado é dizer que deixei este ser “diferente” seguir o seu caminho!
Abraço!
Gady
 
 

5 thoughts on “Cobra-cega (blanus cinereus)

  1. Se as víboras ouvissem e os alacrences vissem não haveria neste mundo ser humano que existisse!’ ou mula parir (há relatos disto)… Creio que é uma forma de de referência ao Apocalipse (fim do Mundo) e não ao veneno. Sim ainda hoje ouvi isto. Infelizmente não estava informado, com dois miúdos no quintal, hoje fico mais descansado. O que vale é que me disseram que existem muitas, tipo praga para os lados de Alvalade.

    Gostar

  2. Gostei imenso do Blog, parabens:)Encontrei-o por acaso- Esta tarde na minha sala (moro numa vivenda no 1º andar) encontrei uma centopeia (aaargh sim parecia um fórmula 1 a fugir-.-) e então fui pesquisar e pesquisa-puxa-pesquisa fui dar com Licranços (Alacrenses como costumamos chamar aqui no alentejo)..Nunca vi mas sei que é comum por aqui, o meu irmão matou um pois pensava ser venenoso (muitos pensam)-.- Costumamos dizer até que 'Se as víboras ouvissem e os alacrences vissem não haveria neste mundo ser humano que existisse!' 🙂 mas gostei de saber que afinal não sao venenosos..já a centopeia que vi… 🙂

    Gostar

  3. Olá maneko :)Já tinha ouvido falar, mas nunca tinha visto nenhuma. Parecem minhocas grandes. Não são lá muito bonitas não, mas fizeste bem em deixá-la seguir o seu caminho.Aguardo mais posts com novos animais e porque não plantas. Também é um assunto interessante.Beijinhos e … respira natureza 🙂

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s