Ardea cinerea

Já por muitas vezes observei a garça-real (Ardea cinerea), hoje voltei a ver uma perto de Amêndoa (Mação), e consegui tirar uma foto em pleno voo.

Já há umas semana atrás na Areia- Gavião estive a “espiar” um juvenil desta espécie a caçar num terreno alagado. Estas alimentam-se um pouco de tudo, passando por peixes, pequenas aves, ratos, insectos, répteis, anfíbios entre muitos outros.

Ao contrário da garça-boieira, a garça-real é a maior garça que podemos observar em Portugal, com cerca de 1m de altura, e com uma envergadura de cerca de 170 cm. É fácil de identificar pela sua cor predominante cinza, possui uma faixa superciliar negra que se prolonga formando uma “pluma” comprida (também de cor negra), isto nos adultos, pois nos juvenis esta não existe. Em voo destaca-se o negro das penas primárias e secundárias das asas.

Se amanhã quisesse voltar a ver uma era fácil, apostaria em ir até à foz da ribeira-de-eiras, pois há uma que dorme sempre num salgueiro junto aquele afluente do rio Tejo.

Aqui fica um pequeno desenho feito à “pressão” da nossa garça-real!

É sem duvida uma ave esbelta não?!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s