Quantos anos tens?

Quantos anos tens?

O sobreiro Quercus suber, é sem dúvida alguma uma árvore que não necessita de grandes apresentações.

Por estes dias voltei a visitar um velho sobrevivente. Não é que seja por falta de oportunidade, pois ando ali a escassos metros cada vez que vou para a terra fria… Trás-os-Montes, algures no concelho de Mogadouro. É lá que este colosso ainda sobrevive.

 

 

Para ver árvores assim é preciso respeito e ponderação pela parte de todos os homens que a detiveram ao longo de tantos e tantos anos, séculos… e esta ainda hoje alegra o termo.

Podia já ter sido cortada para lenha, e aí o que demorou séculos a gerar… iria desaparecer em poucos meses…

Nos troncos desta árvore notam-se as cicatrizes de uma vida cheia, não sei quantos anos terá, mas certamente que já “viu” mais que qualquer homem ousou imaginar. Apesar de ter um oito gravado no tronco, acredito que já deu valorosa cortiça e que por estes dias já podia ter a reconhecida reforma…

 

 

Olhando para o alto, os troncos contorcem-se de forma esbelta e parecem desaparecer no céu. Pura ilusão, mas é o que esta fotografia parece querer ilustrar.

 

 

Uma palavra para seres como este… respeito…

 

 

Abraço!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.