Aprender a preservar!

Como se podem recordar, o dia da criança foi no passado dia 1 de Junho.

Aproveitei a data para colocar esta fotografia no Facebook acompanhada da seguinte frase: “Porque hoje é o dia da criança… E porque cabe também aos pais ensinar os filhos sobre o mundo em que vivem! Um ensinamento que passado de geração em geração trará melhores dias para a humanidade. Comecemos pelas crianças! “

 

 

Talvez inspirado com o que escrevi ou com a simplicidade desta foto, hoje trago um artigo um pouco diferente, não falo de locais nem de espécies, mas sim de comportamentos de mudança.

Penso que toda a gente já ouviu algo como: “burro velho não aprende línguas” …. Bom não será exactamente assim, mas em grande parte é.

A educação é a melhor arma para o futuro da humanidade. Já que vivemos num sistema fechado (planeta terra) não há nada mais sensato do que o preservar. E ao invés de formatarmos as crianças para se tornarem adultos competitivos e com objectivos económicos, que tal educar com vista à cooperação e preservação do chão que pisam?

Nada melhor do que começar este caminho com a ajuda dos pais. Alertando para certos pormenores, que vão criar nas crianças entusiasmo crescente.

 

 

Reduzir, reciclar e reutilizar já é um caminho muito “batido” e bem. Mas, e se tentares levar os teus filhos a uma ribeira, até uma zona mais “bravia” e lhe mostrares a importância da sombra de uma árvore? Que bicho é este? Qual a sua função? Munir os nossos filhos de conhecimento, o que é mau, o que é bom? O que posso fazer? Torna-los críticos activos e parte da solução ao mesmo tempo. Não é difícil envolver as crianças com o mundo natural. Nasceram para isso, uma prova do que digo é observar uma criança quando está perto de um animal, eles valorizam o ser em si e não o que lhes podem proporcionar. É algo genuíno!

 

 

Estou certo que o entusiasmo vai ser crescente e estas são memórias que ficam.

Decerto já ouviram o ditado “de pequenino é que se torce o pepino”, nem mais! Quanto mais cedo se fizer esta introdução à natureza, mais fácil vai ser trabalhar e encorajar o futuro homem a cuidar.

A entrada no mundo escolar pode ser o descambar de todo este amor então criado, pelo que a maneira como “formatam” as nossas crianças tem de mudar.

Há que trabalhar a sério também nas escolas e dar a oportunidade às próximas gerações a possibilidade de fazer a mudança. É fulcral conhecermos as espécies que nos rodeiam, neste caso a vida selvagem em Portugal e como a preservar.

Mas sejamos nós pais a dar o primeiro passo. Se no percurso entre o infantário até ao fim do segundo ciclo e a entrada da fase adulta, existir estudo e partilha de conhecimento esta criança agora adulta poderá voar de outra forma e uma nova era se iniciará.

 

 

O futuro do planeta está nas nossas mãos! Na tua e na minha!

Grande abraço!

Gady

2 thoughts on “Aprender a preservar!

  1. Completamente de acordo, com o que diz, salientando “Nada melhor do que começar este caminho com a ajuda dos pais. Alertando para certos pormenores, que vão criar nas crianças entusiasmo crescente.” Mais um bom artigo, que merece ampla divulgação. Abraço.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.