Acidentalmente destruí um ninho de Pica pau? O que posso fazer?

O ressoar de um batucar na madeira ouve-se no meio da floresta, e enche-nos de alegria!… é um pica pau!

Estão a desaparecer? São raros? Ou difíceis de encontrar?

De facto, são aves que encontramos de norte a sul do país, cada uma com a sua distribuição mais ou menos contínua.

Das três espécies que podemos encontrar em Portugal, hoje destaco o peto verde ou pica pau verde (Picus sharpei). É o maior dos três e de muito fácil identificação, pois tal como o nome indica é sobretudo verde, apresentando também tonalidades amareladas, vermelhos e preto.

São aves mais facilmente detetáveis pelo seu canto do que pela sua observação. O canto do peto verde é alegre, assemelha-se a uma risada de tom descendente, muito característica da espécie.

Tem um comportamento engraçado. Quando pousa no tronco de uma árvore ou poste, esconde-se sempre no lado oposto quando se sente observado. Por vezes espreita a ver se continuo por lá…

Este artigo surgiu acidentalmente, porque um amigo me alertou para o facto de ter destruído o ninho de um pica pau. Cortou a árvore onde estava o ninho, um buraco escavado no tronco.

Como me encontrava longe tentei ajudar através do telemóvel, tratava-se de um juvenil de peto verde. Esta seria a cria mais nova da prole, as restantes provavelmente já estarão a voar, já que a postura conta com cerca de 5 a 7 ovos.

Depois de contactar uma amiga veterinária no CERAS de Castelo Branco e explicar a situação, chegamos à conclusão que o melhor seria colocar a ave numa plataforma posta numa árvore próxima do local onde estaria o ninho, já que a ave não se encontrava ferida. Um pedaço de cortiça, uma tábua, um balde preso na árvore (furado não fosse chover). A plataforma colocada acabou por ser uma caixa em madeira.

Apesar de a árvore original ter sido destruída e de o ninho ter “mudado de forma”, progenitores e cria acabaram por se encontrar facilmente através de vocalizações específicas.

Caso a ave se encontrasse ferida, seria bem recebida no CERAS cujo trabalho é precioso na recuperação de animais selvagens.

Muitos dirão, mas destruiu uma árvore! Não entremos em radicalismos, a vida é para tocar para a frente e por vezes acidentes como estes acontecem, cabe ao homem ter a sensibilidade de se aperceber dos erros e tentar resolve-los da melhor forma. Há uns anos atrás aconteceu algo parecido, um pica-pau-malhado grande, a pessoa que o encontrou preferiu tê-lo numa gaiola a devolve-lo à natureza. Certo é que a ave morreu passado uma semana.

Este artigo serve de alerta para o caso de vos acontecer algo parecido, se a cria estiver ferida encaminha-la para um centro de recuperação de animais selvagens, caso contrário perto do local colocar uma plataforma que permita que a ave fique longe de predadores como cães, gatos, raposas entre outros.

Posso vos garantir que este peto verde está de saúde e provavelmente mais uma semana e já se irá aventurar para fora da caixa que lhe serviu de abrigo nesta última semana.

Um grande abraço a todos!

Gady

One thought on “Acidentalmente destruí um ninho de Pica pau? O que posso fazer?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.