Em busca da rã-ibérica…

Hoje sai de casa cedo, com um colega em busca da rã ibérica, uma espécie endémica do quadrante norocidental da Península Ibérica. Espécie que já observei na zona da Fadagosa em Mação.
Eram mais ou menos as 6.45 quando chegamos ao local (onde se junta a Ribeira do Aziral com a Ribeira de Eiras). Da água saiam vapores do calor armazenado para a atmosfera dando a impressão que estava a esfumaçar…

Ainda nem tínhamos começado a procurar e heis que aparece uma surpresa! Um juvenil de lagarto-de-água (Lacerta schreiberi).

Lá continuamos e fomos entrando pelas ilhas formadas de árvores e pedras (amieiros, salgueiros, sanguinho de água entre outras espécies como as acácias).

Aranhas… que desconheço a espécie mas que já vi em muitos lados…

Fungos….



Líquenes
E heis outra bela surpresa! Um juvenil do sapo-comum (Bufo bufo), minúsculo mesmo!



E lá foi ele!



Lá fomos indo, ainda vi duas rãs mas não as consegui fotografar…
Entretanto vimos um lagostim-do-Louisiana (Procambarus clarkii), espécie invasora e muito prejudicial para várias espécies da nossa fauna e flora nativa…



Por outro lado e segundo o Paulo Alves, havia muitos dejetos de lontra na ribeira o que é um bom sinal, e como prova aqui está um lagostim bem triturado!!!



E lá abandonamos a zona densamente florestada da ribeira, indo para uma zona mais aberta…



Mais para a frente ainda vimos teias com a sua proprietária a aranha vespa (Argiope bruennichi).



Bem peripécias não faltaram e fotografias de outras espécies  também, mas não vou muito mais longe! Senão iria atafulhar em demasia este artigo.
E assim aqui fica o relato de uma iniciativa cheia de vida!
Deixo apenas aqui uma fotografia de uma rã juvenil que muito se aparenta á rã-ibérica, mas não fiquei com a certeza absoluta de o ser, parece-me mais uma rã-verde (Rana perezi).


Abraços e para breve irei postar aqui um trabalho sobre esta nossa espécie endémica!
Abraço! 
Gady



8 thoughts on “Em busca da rã-ibérica…

  1. Que bela forma de começar o dia…em contacto com a natureza, onde a civilização teima em não chegar e ainda bem. Gosto da maneira como vives a vida e como te dedicas às coisa que mais gostas. Continua a relatar as tuas aventuras de forma a preservar a natureza tal como ela merece…Margarida

    Gostar

  2. Olá Gady, um relato muito engraçado que nos deixas aqui. Pois, afinal a rã não é ibérica, mas sim uma Rã-verde (Rana perezi). No entanto acredito na existência da Rã-ibérica naquele local. Não tivemos sorte em encontrá-la. Li algures que nos meses mais quentes ela se torna menos visível. Agora com esta chuvinha deve aparecer.Temos de lá voltar!AbraçoPaulo Alves

    Gostar

  3. Olá….faço questão em deixar aqui um comentário….porque apesar de percorrer frequentemente esses campos por onde andas te,nunca me tinha apercebido da vida animal como tu a viste e relatas….muitos parabens amigão, muito bom sim senhor.Grande abraçoJosé Garcia

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.