Recuperar habitats – 1

Recuperar um habitat pode ser difícil e moroso, mas é sem dúvida uma experiência fantástica. Foi-me proposto o desafio, eu aceitei.

Aceitei por ser uma ideia que vai de encontro ao que acredito e que eu acho vital para promover a possibilidade de existência de muitas espécies, tanto da nossa fauna como da nossa flora. Claro que isto vai funcionar como uma ilha no meio da devastação ambiental em que nos encontramos, mas mesmo assim é possível tentar.

No mesmo terreno encontrei nichos diversos, uns mais abrigados com água e alguma frescura e outros locais mais expostos ao sol, logo mais secos.

Entre os locais mais secos a Este uma zona onde hoje crescem muitos sobreiros, local este que estava infestado de mato principalmente tojos, e outra parte a Oeste onde existem eucaliptos que foram cortados há poucos meses, neste ultimo local o solo está mais pobre e praticamente sem vida mesmo assim existem pequenos sobreiros e pinheiros.

 

A ideia é reconstruir o habitat com espécies que podemos encontrar no concelho, Mação. Como o terreno apresenta vários biótipos podemos recriar alguns tipos de habitats diferentes. A existência de um ponto de água permanente é excelente para reproduzir um local perfeito para anfíbios, com espécies de plantas aquáticas que já rareiam no concelho.

A primeira coisa que tentei definir como prioridades foram:

  1. Limpar o mato;
  2. Eliminar os eucaliptos, deixando apenas um, pois sendo uma árvore de crescimento rápido poderá proporcionar mais rapidamente um local para rapinas ou mesmo cegonhas fazerem ninho;
  3. Plantar algumas árvores ainda neste Inverno, principalmente na área mais abrigada;
  4. Limpeza e seleção de árvores existentes, pois no local existem muitos sobreiros alguns pequenos outros grandes.

O trabalho vai prosseguir tentando no meio desta “ilha” criar ilhas mais pequenas onde primeiro terão prioridade as árvores, seguidamente arbustos e outras plantas mais pequenas. Locais com amontoamento de pedras e outros com material vegetal e troncos para facilitar a vida a pequenos seres…

Estas pequenas ilhas irão ser ladeadas por terreno limpo e todos os anos lavrado e arado, pois temos de pensar em possíveis incêndios. Na eventualidade de haver um incêndio, é preferível perder uma “ilha” do que todo o trabalho.

A primeira fase está feita, o local foi estudado, os eucaliptos foram eliminados. Após cortados foram tratados com herbicida sistemático e a toiça coberta com a rama para queimar no próximo Outono.

O mato está limpo.

Foram plantadas algumas árvores, 3 amieiros, 1 azereiro, 1 sabugueiro, 1 ulmeiro, 1 medronheiro, 1 sanguinho-das-sebes e um salgueiro preto.

A próxima fase vai incidir na limpeza e selecção de árvores e arbustos já existentes, já no próximo mês!

Abraço e boas iniciativas!

Gady

2 thoughts on “Recuperar habitats – 1

    • Este projecto é no Concelho de Mação, espero atrás deste outros venham. O mundo é um legado que passa de geração para geração, é uma pena que muita gente trate a terra como se fosse descartavel, tal como os pratos de plástico descartaveis… Abraço!

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.